Exposição das mais loucas idéias dos mais variados assuntos de três amigas: Letícia, Ana Catarine e Fernanda. Sejam bem-vindos!

26 de janeiro de 2009

Diário de uma míope...

Cena I. Estrelando: Fernanda Dias.

Bom, hoje fiquei com muita raiva de ser míope, mas antes que você pense que eu estou fazendo 'tempestade em copo d'água' quero dizer que eu realmente sou MÍOPE, isso mesmo, como todas as letras maiúsculas!
Sou daquelas que não consegue reconhecer uma pessoas a mais de 20m de distância. Fala sério é humilhante, traumatizante.
Aff, não gosto nem de lembrar da minha infância. Para começar quando eu estava na idade de aprender a ler era só dificuldade, eu simplesmente odiava os livros; na escola outra tortura: eu nunca enxergava nada que estava escrito no quadro e, como sempre chegava atrasada, sentava lá no fundão, então pra poder copiar ficava indo 'conversar' com alguma coleguinha que estivesse lá na frente da sala, assim, lia o que estava no quadro voltava para minha carteira e escrevia, talvez foi por isso que eu tenho uma memória tão boa; por outro lado eu adorava ditado, não precisava ler, enfim, passava a aula toda assim e a professora mandando eu parar de 'passear' pela sala, coitada, mal imaginava ela que eu era praticamente cega.

Mas enfim, depois de tanto falarem pros meus pais que eu tinha algum problema, resolverem me levar ao oftalmologista. Lembro-me que minha mãe me levou, coitada, ela quase infartou ao saber que eu teria que usar um óculos que era um verdadeiro 'fundo de garrafa'. Naquele dia fiquei sabendo que eu tinha uma big de uma miopia, sério mesmo,meu primeiro óculos, aos sete anos, era de -8,5 e -7,5 (em miopia os graus são negativos), mas calma o pior foi o médico obrigar minha mãe a comprar óculos no modelo redondo e de acrílico, levando em consideração que nessa época eu estava sem os quatro dentes superiores da frente. Foi traumatizante essa fase! Mas enfim, recentemente rasguei todas as provas dessa época. =)

O óculos era mais ou menos assim, mas com
lentes 'fundo de garrafa' e a cor era diferente. rsrsrs

Jamais me esquecerei da primeira vez em que coloquei aqueles ridículos óculos. Já havia anoitecido quando buscamos ele na ótica, eu coloquei ele e deitei no banco traseiro do carro. Comecei achar tudo estranho, óbvio né, agora eu enxergava! Foi então que perguntei pra minha mãe:

-Mãe, trocaram todas as lâmpadas da cidade?
-Não filha, porquê?
-Estão pequenas!
Dias mais tarde fiquei sabendo que míopes além de enxergar 'embaçado' os objetos distantes, vêm as luzes 'grandes'.
Depois vieram outros óculos, outros médicos, se bem que desde os 9 anos me consulto com o mesmo. E digamos, que superei esse trauma, às vezes tenho uma recaída e fico muito irritada por ser míope, mas aí é só fazer o 'jogo do contente': "Bom, pelo menos eu enxergo, pouco, mas enxergo!"

Por hoje é só, outro dia conto outras privações e traumas da vida de uma míope.
Bjs Nanda ;)

7 comentários:

Esterança disse...

Oie!

Seu problema com óculos é o meu também e de muiiiita gente boa por aí!!
Quando falamos do problema, lidamos com ele e passa a ser menos complicado.

Seu blog é super bonito, bem colorido, um regalo para os olhos!!!


bjs!

Vivian disse...

...sei bem o que é ser míope,
porque convivo com ela há quase
40 anos entre óculos e lentes
de contato.
o bom é que podemos variar
as armações, e estarmos sempre
bunitas...rsss

bjsss

Sam disse...

"Sou do tamanho que vejo pelos olhos de dentro" (Fernando Pessoa)

Olá moça bonita, percebi que pisou em meu chão e que anda me seguindo rsrs.

Espero que tenha se sentido acolhido e que retorne lá em casa sempre que assim for o seu desejo, pois sua presença já é muito bem-vinda.

Saiba, gostei daqui.
Voltarei então,

Um até breve dessa sua amiga desconhecida desse nosso mundo de escritores e poetas.

Abraços, flores e estrelas...

Charlotte cullen disse...

Oi,eu li sobre sua miopia. confesso que fiquei realmente impressionada.
e penalizada. eu também uso oculos
mas não tenho miopia, tenho astgmatismo.
e meus oculos não são fundos de garrafa.
estou contente com eles, eles me ajudam.
o que achei meso mais incrivel foi sua forma de olhar pelo lado positivo, é sempre o menos decepcionante.
É o que eu sempre faço, e funciona.
Beijos!!
Não posso ler sempre aqui. Mas sempre que eu puder eu comento.

- > obrigada pela visita!!

monique disse...

Oi......vim te visitar.....fiquei feliz ao ver uma linda "borboleta " lá na lateral do mimirabolantes....bjs....olha a minha filha é míope tbm....minha irmã e eu te entendo muito bem.....srsrsrsr....

Vívian Maria disse...

Adorei "o diário de uma míope"... espero que continue com as histórias! os míopes agradecem... kkk, me identifiquei muito pq sou míope tbém,mais ao contrário de muitos odeio usar meus óculos!não que ele seja "fundo de garrafa" + enfim, espero voltar em breve no seu blog!!!! x ;)

Vívian Mariah disse...

Olá!tô akii pra agradecer por me acompanhar. Adorei ver uma "borboleta" lá na lateral do oblíqua & dissimuladae vou sempree vir conferir as novidades do blog de vcs.. bjo meninas! =*