Exposição das mais loucas idéias dos mais variados assuntos de três amigas: Letícia, Ana Catarine e Fernanda. Sejam bem-vindos!

2 de março de 2009

Sonhos

O que fazer quando a gente está perdido??...Pedir informação, kkk, claro. Mas não digo perdido nesse sentido, falo daqueles dias em que amanhecemos tal e qual nascemos. Despidos de esperanças, idéias, vontade, e mesmo assim temos fome. Fome de algo mais, fome de afeto.
Tá! Na verdade não era sobre isso que eu ia falar, ou era. Nem sei ao certo. Só estava com uma vontade de escrever. I'm sorry .... a descrição do blog permite fazer dessas loucuras.
Mas voltando ao título dessa postagem. Eu ia mesmo era falar de sonhos. Mas especificamente anseios, expectativas, desejos!
Sou uma pessoa de muitas vontades. E poucas realizações. Já tive vontade de estudar piano, violino, fazer mergulho, falar diversas línguas, viver em uma tribo indígena, pilotar moto e acho que ainda tenho. As vezes me pego deitada imaginando eu em uma outra realidade. Não que eu não esteja feliz com a minha vida. É claro que estou feliz! Tenho uma família maravilhosa, de muitas misturas. Tenho amigos que são muito importantes na minha vida, que me aconselham e com os quais posso fazer muitas coisas boas. Consegui entrar na faculdade que sempre desejei e tenho um namorado maravihoso. Mas quando paro pra pensar quem sou realmente fico sem resposta. Eu, a essência de mim quem é?!?! Alguém que sonha em ser médica, em ajudar os pobres, em lutar pelas causas nobres e ao mesmo tempo deseja ser rica, viajar pelo mundo, saltar de pára-quedas. Serei que tipo de pessoa?!! Má? Boa? Egoísta?? Altruísta??
Dizem que heróis foram aqueles que fizeram o que era necessário na hora necessária. Não quero ser heroína, mas será que consegui fazer o que estava ao meu alcance quando alguém precisou de mim.

No momento, ainda estou tentando descobrir o meu EU. Tentando desvendar os mistérios dos caminhos que tracei e das escolhas que não fiz e aquelas que as circunstâncias me forçaram a fazer.

............

4 comentários:

Codinome Beija-Flor disse...

Quando eu sinto tudo isso, ewu fecho os olhos e brinco, crio uma bússula imaginária na palma da minha mão. Olha pra ela e veho os ponteiros desgovernado, virando para todos os lados, sem daber qual o direção tomar.
|Então falo de conta que estou fechando bem minhas mãos, uma forma de segurar a bússula, fico bem quietinha até que os ponteiros se acalmarem.
Depois abro a mão bem devargazinho, veojo o ponteiro calmo, vejo que ele já me aponta uma nova direção.
Sei que parece locura, mas essa brincadeira tem me feito bem e de alguma forma tenho seguido por novos caminhos.
Abraços

Sammyra Santana disse...

Eu ando sempre perdida... sem saber pr aonde vou nem o que me vai acontecer...
e minha ansiedade sempre me maltrata querendo saber qual é o caminho, o que vou ser, o que acontecerá amanhã, daqui a dois, dez, cem anos...
Mas um dia eu me acho, rsrs!
Beijo

Ric@rdo disse...

Cuidado pra não pirar! Eu quase pirei fazendo esse tipo de reflexão.
Eu sei que conselho pode não ser bom, mas mesmo assim eu dou: - Viva a sua vida com o que você tem, e pronto. Se consegui algo mais, é lucro.

Beijo.

Nanda disse...

Oi, gostei da sua reflexão, engraçado que esse tipo de pensamento não acontece em gente na faculdade...Vc começou cedo hein?
Com o tempo as coisas vão se ajustando, mas acho que seu caminho está lhe levando para uma grande satisfação com a vida.Bjs.